Skip to content

Então surge a Toro Rosso

10/12/2010

Vimos anteriormente que após 20 anos de muitas batalhas e poucos resultados, a italiana Minradi vence suas “ações” para a Red Bull, que cria uma segunda equipe chamada Scuderia Toro Rosso.

No início de 2006, antes mesmo do início da temporada, Dietrich Mateschitz vende 50% de suas ações ao austríaco ex-piloto Gerhard Berger, que se torna co-proprietário. Por sua parte, Franz Tost foi nomeado diretor de esportes.

Em sua estreia em 2006, a equipe usou os motores Cosworth V10 da temporada de 2005, porém com limitação de rotações por minuto, que criou uma grande polêmica e revolta das outras equipes, pois estaria sendo beneficiada ao usar os propulsores mais potentes que as demais equipes, que usam o V8. Inicialmente o uso dos V10 foi autorizado pela administração da Fórmula 1, pois a Minardi não tinha verbas para o desenvolver, mas a Red Bull assumiu o controle da equipe e começou a financiar seu desenvolvimento, e como tinha dinheiro!

E os resultados da primeira temporada de uma ex-Minardi não surpreenderam, fracos. Apenas um ponto e muitos abandonos, a equipe foi a “menos ruim” das estreantes de 2006; os pilotos todos já envolvidos com a então Red Bull em categorias inferiores. E em 2007 as coisas não foram muito diferentes, menos abandonos mas alguns pontos; e o alemão Sebastian Vettel assegura o melhor resultado da equipe até então no confuso GP da China, o alemão conquistando um quarto lugar e Liuzzi o sexto.

O ano seguinte é feita uma nova dupla de pilotos, contando com o tetracampeão da Champ Car, o francês Sébastien Bourdais e com uma das revelações da temporada de 2007, o alemão Sebastian Vettel. Entretanto, Bourdais não deu conta de acompanhar Vettel, e a equipe deu uma grande evoluída no final de campeonato.

O auge de 2008 aconteceu correndo em casa, na Itália. Vettel de forma categórica  na qualificação faz a pole sob chuva e desbanca os favoritos; na corrida o mesmo se manteve, e o alemão e a equipe asseguraram a primeira vitória.

Os últimos 2 anos foram difíceis para equipe com a saída Vettel, e troca de pilotos sem corresponder as expectativas. Em 2009 e 201o foi a última das equipes que já estavam na categoria; 2010 principalmente não foi fácil, pois foi quando a Scuderia passou a fabricar seus próprios modelos, sendo “independente” da Red Bull. Mas por outro lado (que esperamos que sim) a equipe pode se tornar “independente” e crescer verdadeiramente.

Está é a Origem da Scuderia Toro Rosso. Origens das Equipes continua; comentem!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. Daniel Machado permalink
    11/12/2010 3:26 PM

    Depois de Vettel, eles não conseguiram nada demais. PArece que voltaram a era minardi, só que um pouco ‘melhorados’.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: