Skip to content

Enfim surge a Red Bull Racing

03/12/2010

Vimos anteriormente que após os planos não bem sucedidos da Jaguar, a Ford decide sair da F1 e vende suas “ações” para o magnata austríaco Dietrich Mateschitz, que decide criar uma equipe com o nome de seu energético, Red Bull.

A Red Bull patrocinou algum tempo a equipe Sauber na categoria, fora tendo uma equipe na GP2 Series incluindo os pilotos Enrique Bernoldi, Christian Klien, Patrick Friesacher, Vitantonio Liuzzi e Scott Speed; alguns pilotos que futuramente pilotariam para equipe. Para 2005 em sua primeira temporada na F1, a equipe partiu com o modelo Red Bull RB1, semelhante ao Jaguar R5.

Durante 4 temporadas a equipe contou com o veterano David Coulthard que vinha da McLaren em 2004, que acabara por aposentar na equipe também em 2008. Como um time recém chegado na categoria, os projetos eram primeiros alcançar os pontos, depois pódios e quem sabe também as vitórias. Essa cronologia foi seguida, logo no primeiro ano a equipe conseguiu bons 34 pontos.

Ao longo do tempo vários pilotos tiveram chances de correr na equipe austríaca; isso ficou mais fácil quando no final de 2005 Dietrich Mateschitz anuncia a compra da falida Minardi, para fundar uma equipe de aprendizado para futuros pilotos da equipe principal em 2006, e a batizou com o nome de Red Bull em italiano, Scuderia Toro Rosso.

Dietrich Mateschitz fundou a equipe apenas como mostruário para sua bebida; mas a equipe foi conquistando seus pódios e se mostrou como potência no grupo das média-alta. Sua visão mudou em 2009 quando viu que seus carros, projetados pelo grande  Adrian Newey e chefiados por Christian Horner, tinham condições de vitórias e/ou até títulos.

O jovem piloto Vettel que viera da equipe de base, conseguiu a primeira vitória da equipe na China em 2009, com dobradinha, Webber foi segundo. O ano de 2009 ainda guardou outras vitorias, e só não tiveram mais chances pelo título, pois Button com sua Brawn fizeram um começo arrasador.

E em 2010 Dietrich Mateschitz afirmou que a única coisa que aceitava era o título. Bem, não foi fácil; a guerra interna protagonizada por seus pilotos tanto na pista quando nos motorhomes, colocou seu título à prova. Mas apesar das brigas, equipe X equipe, a Red Bull arrebatou o título de Campeã dos Construtores, e Campeã com pilotos, campeonato vencido pelo jovem alemão Sebatian Vettel.

Assim está o histórico da atual Red Bull Racing. Primeiro Origem das Equipes concluído; vou ver agora qual será a próxima. Até mais pessoal!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 03/12/2010 2:06 PM

    Belo post, só faltou uma foto do carro branco que Couthard destruiu… ops… usou no GP Brasil de sua despedida.

  2. 03/12/2010 4:36 PM

    O surgimento da Red Bull na F1 e a sua chegada no sucesso, com vitórias, Pole Positions e títulos é impressionante. Uma boa lição de como atingir o sucesso com uma base bem formada.

  3. 04/12/2010 1:28 PM

    muito bom ver essa cronologia. a equipe está realmente no caminho certo e esperamos que a gestão possa mantê-la dessa forma.

    parabéns pelo post

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: