Skip to content

Fatos Grande Prêmio do Brasil 2010

07/11/2010

Em corrida emocionante, Vettel vence e decisão fica para Abu Dhabi

Grande corrida em Interlagos, o GP do Brasil de 2010 contou com várias opções durante a prova. O dia amanheceu perfeito, condições que se manteve, céu limpo, ensolarado, tudo perfeito para uma corrida de F1. O pole foi um principiante no assunto, Nico Hulkenberg largava na 1ª posição; mas os Red Bulls que vinham atrás, tinham todas as apostas para a prova.

Corrida no Brasil é diferente, a emoção não é igual as outras corridas. Largada. Vettel largou bem e assumiu a ponta, todos passaram limpo pelo “S do Senna”; o favoritismo da Red Bull foi comprovado, logo na descida do Lago, Webber passou Hulkenberg e assumiu a segunda colocação. Isso atrapalhou muitos pilotos, um deles foi Alonso que ficou preso atrás do alemão da Williams por algumas voltas, e com isso foi se formando uma fila. E foi legal o início da prova; pena que Hulkenber acabou perdendo várias posições, e seu “conto de fadas” foi por água abaixo.

Com o decorrer da prova, a equipe austríaca foi mostrando sua força e partiu na liderança com Vettel e Webber; e as paradas começaram, Button, como sempre, arriscou em parar cedo, foi seguido de Massa, que foi infeliz em sua parada, a equipe comete outro erro bobo, a roda dianteira esquerda não fica presa direito e ele tem que parar novamente.

Felipe Massa, Ferrari, Interlagos, 2010

Massa foi um caso a parte na corrida, apesar das trapalhadas, Felipe fez uma corrida de “brincar”; já que depois da sua segunda parada ele caiu lá para trás, o jeito foi partir para cima e fazer alguma coisa; o próprio Massa afirmou que a corrida foi um desastre. Passou vários pilotos, tocou com alguns; e principalmente o final da prova foi bem emocionante.

Outro caso a parte foi Vettel e Webber. Apesar de serem os ponteiros, sempre se passava alguma coisa na cabeça, questão de privilégios, parada nos boxes, e o rendimento dos dois. Como a Red Bull é muita rápida, logo os retardatários vieram, e com eles alguns pontos chaves da corrida; Vettel os passava e deixava a “encrenca” para Webber, mas teve um momento em que Webber era sistematicamente mais rápido, ele chegou até querer ameaçar, mas Vettel dominou a parada, e é melhor segundo do que nada, já que não se sabe o que poderia ter acontecido.

Vettel e Webber fazem dobradinha no GP Brasil

A corrida caminhava normalmente até que na 51ª volta, Vitantonio Liuzzi bateu forte na segunda perna do “S do Senna” e foi autorizada a entrada do Safety Car. Alguns pilotos arriscaram realizar uma nova troca de pneus. Foi o caso de Hamilton, Rosberg, Sutil, Massa, Barrichello, Button, entre outros. Apesar da violência do impacto, Liuzzi saiu bem do carro e foi atendido pelos médicos da F1.

Após a saída do carro de segurança, a corrida se manteve até o fim; Vettel assegurou a ponta, apenas Alonso que tentou dar um charme a mais para cima de Webber, mas não deu em nada. A equipe Red Bull comemorou muito a vitória de Vettel, mas mais ainda pelo fato de terem arrebatado o título de construtores de 2010, o primeiro da equipe na F1.

A corrida esse ano deixou a desejar em questão dos brasileiros. Massa teve problemas na parada e ficou arriscando no resto da prova; já Barrichelo largou em sexto mas não foi bem na largada e ficou pior ainda quando furou o pneus na luta com um Toro Rosso. E Senna e Di Grassi continuaram lutando no fim do grid; Di Grasii chegou a ficar várias voltas parado nos boxes.

Já que a corrida terminou assim, Vettel, Webber e Alonso, com os demais resultados, a grande decisão do campeão mundial, será, nada mais que justo, na última corrida em Abu Dhabi daqui a 7 dias. E o campeão de 2010 está entre 4 pilotos, nas respectivas ordens do campeonato, Alonso,  Webber, Vettel e Hamilton. Com certeza os favoritos são os três primeiros, já que Hamilton fica a 24 pontos atrás do líder; mas na F1 tudo é possível.

Confira a classificação final do GP do Brasil da Fórmula 1

1. Sebastian Vettel (Red Bull) 1h33min11s803
2. Mark Webber (Red Bull) + 4s243
3. Fernando Alonso (Ferrari) + 6s807
4. Lewis Hamilton (McLaren) + 14s634
5. Jenson Button (McLaren) + 15s593
6. Nico Rosberg (Mercedes) + 35s300
7. Michael Schumacher (Mercedes) + 43s400
8. Nico Hülkenberg (Williams) + 1 volta
9. Robert Kubica (Renault) + 1 volta
10. Kamui Kobayashi (Sauber) + 1 volta
11. Jaime Alguersuari (Toro Rosso)+ 1 volta
12. Adrian Sutil (Force India) + 1 volta
13. Sébastien Buemi (Toro Rosso)+ 1 volta
14. Rubens Barrichello (Williams) + 1 volta
15. Felipe Massa (Ferrari) + 1 volta
16. Vitaly Petrov (Renault) + 1 volta
17. Nick Heidfeld (Sauber) + 1 volta
18. Heikki Kövalainen (Lotus) + 2 voltas
19. Jarno Trulli (Lotus) + 2 voltas
20. Timo Glock (Virgin) + 2 voltas
21. Bruno Senna (HRT) + 2 voltas
22. Christian Klien (HRT) + 6 voltas

Não completaram:

Lucas di Grassi (Virgin)
Vitantonio Liuzzi (Force India)

Melhor volta:

Lewis Hamilton (McLaren) 1min13s851

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 07/11/2010 5:14 PM

    A corrida foi boa, mas poderia ser bem melhor se não entrasse o SC e ficasse aquela ZONA depois da relargada. parecia mais a 23 de Maio ou a Marginal, não uma pista de corrida. Sem o SC Webber chegaria em Vettel e tentaria passá-lo. Seria uma briga ótima.

    Passe no meu blog se puder, Diego. abraço

  2. 08/11/2010 12:49 PM

    A corrida foi interessante do meio para trás, com muitas disputas. Lá na frente só que gostou foram os alemães, australianos e espanhois…

    abs

  3. 08/11/2010 2:58 PM

    Achei a corrida morna, mas gostei das fotos. Interlagos para nós brasileiros é sempre especial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: