Skip to content

Relembrando

17/09/2010

Grande Prêmio da Alemanha de 1970

Havia se passado duas semanas do último GP realizado na Inglaterra, a F1 chegava à Alemanha. Nesse meio tempo, várias mudanças ocorreram; o GP da alemão que era disputado em Nürburgring, teve que ser mudado as pressas para o circuito de Hockenheim com suas longas retas.

A área de boxe e tribunas era dentro de um semi-estádio, onde os carros entravam e faziam um traçado mais travado, de cerca de 30 segundos.

Como nessa época os “segundos” pilotos não tinham sua vaga garantida em todos os GPs, Dan Gurney havia deixado a McLarene e voltou para os Estados Unidos e foi substituído por Peter Gethin. O alemão Hubert Hahne havia comprado uma equipe, mas ele não conseguiu se classificar, junto com Brian Redman no De Tomaso, Andrea de Adamich na McLaren, Alfa Romeo e Silvio Moser no Bellasi.

A Ferrari se mostrou forte na classificação, seus pilotos Clay Regazzoni e Jacki Ickx fizeram bonito; Ickx conseguiu tomar a pole de Jochen Rindt com a diferença de 2 milésimos de segundo, Regazzoni foi o terceiro, depois Jo Siffert, Henri Pescarolo com sua Matra e Amon e Stewart da March. Emerson Fittipaldi que fazia sua segunda corrida na F1, largou na 13ª posição.

Na largada da corrida Ickx se manteve na ponta, seguido de Jochen Rindt e Siffert tomou o lugar de Regazzoni que veio em quarto.

Regazzoni na volta 30 teve problemas com o motor, o mesmo aconteceu com Chirs Amon algumas voltas depois, os dois abandonaram. Então a corrida havia ficado na luta de Ickx e Rindt. A poucas voltas do final, inicia-se um duelo fraticínio entre os dois pilotos; na última volta, para dizer mais certo no instante da bandeirada, a dupla cruza a linha visualmente juntos, incrível! O piloto impecável do ano, Jochen Rindt havia vencido mais uma corrida na temporada, a sua quarta consecutiva, e a quinta no ano, havia batido Ickx e sua Ferrari por uma diferença de apenas 7 milésimos de segundo.

Um destaque da corrida foi o jovem Emerson Fittipaldi, que chegou em quarto lugar, atrás de Denis Hulme; depois de ter largado da 13ª posição e ter feito uma bela corrida de recuperação.
Rindt depois da vitória, iria correr em casa, na Áustria, que contava com 20 pontos de vantagem sobre o segundo colocado no campeonato.
Vídeos da corrida:
Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. 17/09/2010 5:32 PM

    Salvando imagem… Tenho um monte de cartazes que salvei no Cadernos do automobilismo, do Daniel Médice.

  2. 18/09/2010 9:51 PM

    Muito legal, Trindade. Rindt viria a falecer pouco mais de um mês depois, o que não foi suficiente para que perdesse o título daquele ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: