Skip to content

Hermann Tilke “ataca novamente”

01/09/2010

A F1 anunciou o seu calendário provisório para o ano de 2011; um novo país estará na competição, que teoricamente será a Índia. E o circuito contará novamente com ” o brilho, e as mão talentosas” do arquiteto alemão, que todos na F1 o “amam”, Hermann Tilke.

Hermann Tilke, durante os anos 80,  competiu nos carros de turismo, principalmente no velho circuito de Nordschleife (hoje Nürburgring). Também competiu em corridas de Endurance do campeonato VLN e nas 24 Horas de Nürburgring. Ele e Dirk Adorf venceram em 2003 e 2004 algumas corridas do campeonato VLN com um V8Star. Até isso essa alemão já fez; tinha que ser alemão.

Hermann foi contratado para cuidar dos circuitos da F1, como também de outras categorias no mundo da velocidade. A “mania” Tilke começou a “atacar” nos anos 90 na mudança dramática de Österreichring para o A1-Ring na Áustria. Depois foi o maravilhoso projeto do circuito de Sepang na Malásia, esse sim, esse circuito é muito bom, com ótimas áreas de instalações.

Já em 2002, cuidou de remodelar o fantástico circuito de Hockenheim, que contava com suas imensas retas; todos sabem no que deu; um circuito não muito veloz e apertado. E na Alemanha ainda, fez uma pequena estrada de acesso a Nürburgring e mais tarde redesenhou o complexo do primeiro setor deste circuito.

Suas últimas obras, são os maravilhosos circuitos do Bahrein, Shangai na China, Sepang na Malásia e Istanbul na Turquia; e os outros que deixaram todos de “cabelo em pé”, o circuito de rua em Valência e em Singapura, e o terrível Yas Marina em Abu Dhabi.

Mas pelo menos, será que não há uma coisa de “bom” nesse alemão? Há sim! Sua característica é capaz de reproduzir maravilhosas questões técnicas, áreas de instalações e beleza. Vocês podem observar, todos os seus circuitos, possuem ótimas instalações, e todos são bem estruturados e construídos. Mas o que adianta, ter beleza, e não ter espetáculo? Pouco, não é verdade!?

Agora sua mais “nova missão”, é construir o circuito da Índia; ou melhor, terminar o circuito “de rua” da Coréia do Sul, que ainda nem se sabe se estará pronto até o seu GP programado.; segundo o alemão Tilke o tempo é suficiente para acabar as obras na pista. A primeira camada de asfalto já foi aplicada, e o indiano Karun Chandhok, ex-Hispania, fará uma demonstração no traçado no próximo fim de semana com um carro da RBR, 50 dias antes da data programada para a realização da corrida.

Projeto do Circuito da Coréia do Sul

Como havia dito, a Índia desenvolve-rá seu circuito, através do projeto de Tilke; que de novo conta com curvas travadas, e uma reta longa. E outra vez parece que ele fez besteira; mais um circuito travado, e sem emoção. Sua mão não certa, eita Tilke! A F1, podemos dizer assim, está nas mão de Hermann; porque conforme for o circuito, assim será o espetáculo.

Futuro circuito da Índia

Há vários países que querem receber a F1, e precisão de novos circuitos – é o caso dos EUA – e isso tudo está nas mãe desse alemão, todo o charme de uma corrida depende dele. Pensa Tilke, porque senão o Oscar Niemeyer vai tomar seu lugar- quem nos dera. Mas seria legal ter o Niemeyer projetanto na F1; imaginem só o que iria sair? Mas com certeza sairia melhor do que a “Tilkemania”.

Esperamos que seus próximos projetos possam ser legais como foi o da Malásia e Turquia. Ou esperar que outro arquiteto entre em seu lugar. Até!

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: